Portuguesa e seu precoce fim da linha

A tão sonhada volta para a elite do futebol paulista foi adiada uma vez mais.

A tentativa de acesso da Portuguesa para a série A1 do Paulistão parou no tradicional XV de Piracicaba.

Sim, foi um balde de água fria.

As expectativas com o clube no ano de seu centenário eram enormes. Além disso, a atual gestão vinha se mostrando bastante atuante, animando o torcedor que há muito já não tinha motivos para se alegrar com o clube.

Crédito: Ronaldo Barreto/NETLUSA

A busca pelo retorno à elite do futebol paulista será retomada no próximo ano.

Enquanto isso, jogadores e comissão técnica devem juntar os cacos após a fraca atuação no duelo de ontem (14) no estádio do Canindé e buscar ter foco total na Copa Paulista.

Essa competição sem quase nenhum apelo é a única chance da Lusa retornar à disputa de competições nacionais, seja recomeçando na Série D ou tentar a sorte na Copa do Brasil.

O ressurgimento do clube ainda depende dos mesmos ingredientes dos último anos: Conquistar acessos.

A torcida, ainda machucada pela eliminação na A2, uma vez mais estará próxima do clube, mostrando que mesmo com dolorosa e inesperada queda no estadual, ainda dará todo o seu apoio para que o técnico Fernando Marchiori e seus jogadores coloquem a Portuguesa de volta no radar nacional.

Crédito: Dorival Rosa/Portuguesa

 

São Paulo e sua coleção de vexames

Uma vez mais o São Paulo se vê eliminado de um campeonato por uma equipe inferior.

Já virou rotina na vida do torcedor tricolor em ver sua equipe acumular fracassos.

Desse vez, o algoz foi o Mirassol, que lá atrás aprontou das suas pra cima do Palmeiras.

É um filme que se repete na história do São Paulo desde o título conquistado naquela polêmica partida contra o Tigre na Sul-Americana de 2012 que só teve um tempo disputado.

são-paulo-campeão-sulamericana-2012-1024x576
Último título são-paulino, em 2012.

De lá pra cá, já são 20 eliminações nos diversos campeonatos que o clube do Morumbi disputou.

Algumas delas, inclusive, entraram para a história como alguns dos maiores vexames da equipe seis vezes campeã do Brasileirão.

diniz
Créditos: Reprodução – Premiere

Eis a lista de tropeços do São Paulo até a eliminação para o Mirassol:

2013: Corinthians (semifinais do Campeonato Paulista)

2013: Atlético-MG (oitavas de final da Copa Libertadores)

2013: Corinthians (final da Recopa Sul-Americana)

2013: Ponte Preta (semifinais da Copa Sul-Americana)

2014: Penapolense (quartas de final do Campeonato Paulista)

2014: Bragantino (terceira fase da Copa do Brasil)

2014: Atlético Nacional-COL (semifinais da Copa Sul-Americana)

2015: Santos (semifinais do Campeonato Paulista)

2015: Cruzeiro (oitavas de final da Copa Libertadores)

2015: Santos (semifinais da Copa do Brasil)

2016: Audax (quartas de final do Paulistão)

2016: Atlético Nacional-COL (semifinais da Copa Libertadores)

2016: Juventude (oitavas de final da Copa do Brasil)

2017: Corinthians (semifinais do Campeonato Paulista)

2017: Defensa y Justicia-ARG (primeira fase da Copa Sul-Americana)

2018: Corinthians (semifinais do Campeonato Paulista)

2018: Atlético-PR (quarta fase da Copa do Brasil)

2018: Colón-ARG (segunda fase da Copa Sul-Americana)

2019: Talleres-ARG (segunda fase da Pré-Libertadores)

Com mais essa eliminação, a “Era Leco” no São Paulo se encerra com o clube vivendo um jejum de oito anos sem título.

O Campeonato Paulista, tão menosprezado pelos grandes que o disputam era, em tese, a maior oportunidade da equipe do Morumbi pôr um fim à seca de troféus.

Para piorar, o clube não vence o estadual desde 2005, sendo o grande há mais tempo se conquistar o torneio.

No entanto, será preciso aguardar um pouco mais para se ver o fim de tantos anos de fila.

mirassol-29072020205705989
Crédito: Futpress

Nessa temporada, a equipe ainda disputará o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

Na Libertadores, o clube está no grupo D, lutando por uma vaga na próxima fase.

Ainda assim, parece improvável que o técnico Fernando Diniz consiga vencer alguma dessas competições, sendo incerta a sua permanência no comando da equipe após outro vexame tricolor.

VEJA MAIS:

Resumão Premier League 2019/2020