Uma partida tem mais peso do que toda uma temporada?

A temporada 2019/2020 do futebol europeu se encerrará no próximo domingo (23) com a disputa da final da UEFA Champions League.

Em campo, PSG e Bayern de Munique medirão forças em busca do principal título do futebol europeu.

O PSG chega à sua primeira decisão de liga almejando sua inédita conquista.

Já a equipe do Bayern chega à sua impressionante décima primeira decisão do principal torneio do continente e em busca de seu sexto título.

Os parisienses, turbinados pelo investimento do grupo que é proprietário do clube, apostam boa parte de suas fichas em Neymar.

O brasileiro, inclusive, se tornou a imagem da equipe nessa reta final de Champions League.

Crédito: ÀS

O lobby feito em cima do atacante para que, caso vença a Champions seja ele eleito melhor jogador do mundo é gigante.

No entanto, do outro lado está um atacante que já há tempos vem pedindo passagem para levar o prêmio que na última década se alternou entre Messi e Cristiano Ronaldo.

A temporada que Robert Lewandowski fez até aqui o coloca à frente de Neymar nessa corrida pelo título de melhor do mundo.

Crédito: Getty Images

Trazendo em números, Neymar participou de 26 jogos do PSG na atual temporada, marcando 19 gols além de ter dado nove assistências.

Sua equipe levou os três campeonatos da França (Ligue 1, Copa da França e Copa da Liga Francesa).

Do outro lado, Lewandowski também conquistou todos os títulos nacionais com o Bayern de Munique (Bundesliga e Copa da Alemanha).

O diferencial do polonês é que ele foi a campo em 46 jogos e tem a impressionante marca de 55 gols e 10 assistências.

Na Champions League, principal objetivo das equipes, Neymar tem três gols em seis jogos, além de quatro assistências enquanto Lewandowski, em nove jogos marcou 15 gols e deu seis assistências.

O polonês tem sido muito mais atuante e decisivo para sua equipe, fazendo por merecer levar o prêmio de melhor jogador do mundo.

No entanto, todos sabem do peso que uma final tem nesse balanço. Não deveria ser principal ponto, mas muitas vezes, é!

LEIA MAIS: Benvenuto a Roma, Dan