Neymar e sua declaração artificial

Declaração de Neymar exibida na noite do último domingo pela TV Globo sobre suas atitudes durante a Copa do Mundo soou artificial.

Na noite do último domingo (29), foi veiculado na TV Globo um vídeo onde Neymar faz uma declaração  sobre seu comportamento e atitudes durante a participação da seleção brasileira na última edição da Copa do Mundo.

download

A declaração, além de soar como uma obrigação imposta por seu patrocinador, deixa claro que o texto por ele lido não representa realmente aquilo que ele sente.

 Passo a analisar cada um dos parágrafos sobre seu “desabafo”:

“Trava de chuteira na panturrilha, joelhada na coluna, pisão no pé. Você pode achar que eu exagero. E às vezes eu exagero mesmo. Mas a real é que eu sofro dentro de campo. Agora, na boa, você não imagina o que eu passo fora dele. Quando eu saio sem dar entrevista não é porque eu só quero os louros da vitória, mas é porque eu ainda não aprendi a te decepcionar. Quando eu parecer mal criado, não é porque eu ainda não aprendi a me frustrar.

Se você quer ser a grande estrela de uma equipe, o melhor jogador do mundo deve aprender, primeiro de tudo, saber lidar com o fracasso. É com os momentos difíceis que crescemos como pessoa, aprendemos a nos portar como homem! Não saber reagir com a frustração é mais um indício das regalias que sempre lhe foram concedidas.

Dentro de mim ainda existe um menino. Às vezes ele encanta o mundo. Às vezes ele irrita todo mundo. E minha luta é para manter esse menino vivo. Mas dentro de mim, e não dentro de campo. Você pode achar que eu caí demais. Mas a verdade é que eu não caí. Eu desmoronei. E pode acreditar, isso dói muito mais que qualquer pisão em tornozelo operado. Eu demorei pra aceitar suas críticas.

Ninguém deve viver para sempre como se ainda fosse um menino. Entre as obrigações para virar um modelo, um ídolo, está a necessidade de amadurecimento. Com vinte e seis anos temos que saber nos portar como homem, nos fortalecer e “dar a cara a tapa”.

Eu demorei a me olhar no espelho e me transformar em um novo homem. Mas hoje eu estou aqui, de cara limpa, de peito aberto. Eu caí. Mas só quem cai pode se levantar. Você pode continuar jogando pedra. Ou pode jogar essas pedras fora e me ajudar a ficar de pé. Porque quando eu fico de pé, parça, o Brasil inteiro levanta comigo.”

A hora de virar homem passou faz tempo. Suas quedas são motivo de piada em todo o mundo e acredito que depois de tudo que o Brasil pôde ver, talvez a vontade desses “parças” seja a de ver sendo capaz de ficar de pé sozinho e nos mostrar que realmente você virou um novo homem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s