¿Y ahora, mi hermano?

Muito se vem falando sobre a possibilidade da seleção da Argentina ficar fora da próxima Copa do Mundo.

Mesmo sob o comando de Jorge Sampaoli, a equipe que tem Messi, Dybala, Di Maria entre outros jogadores de renome, ainda não conseguiu engrenar, vindo de três jogos sem vitória, figurando atualmente na quinta colocação nas eliminatórias, o que lhe valeria nesse momento uma vaga na repescagem do Mundial, contra o campeão das eliminatórias da Oceania, no caso, a seleção da Nova Zelândia.

Uma verdadeira enxurrada de críticas, comentários e textos vêm sendo escritos sobre o atual momento do time, que classificam como vergonhosa e preocupante a atual situação da seleção.

Deve-se ter em mente também o momento vivido pela entidade máxima que comanda o futebol no país, a AFA, que se encontra num verdadeiro caos, conseguindo incrivelmente superar a desorganização e escândalos que o Brasil tem em sua CBF.

Mas, ao contrário do que se vê nos jogadores brasileiros, os argentinos possuem uma opinião a respeito do assunto e se posicionam quando questionados sobre todos os males que recaem sobre quem comanda o futebol no país.

Porém, apesar da situação incômoda e dos problemas enfrentados, os “hermanos” devem se classificar para o Mundial e carimbar o passaporte para a Rússia, podendo assim tranquilizar os mais inquietos com o momento vivido.

messi

Deve-se olhar para a forma que a Eliminatória sul americana é disputada. São dez países disputando quatro vagas diretas para a Copa e ainda uma quinta vaga que dá o direito da disputa da repescagem.

Em termos de qualidade das seleções, a América do Sul não possui dez times de alta competitividade, sendo certo que seleções como Bolívia e Venezuela raramente oferecem algum risco. A Venezuela, por exemplo, jamais conseguiu se classificar para uma Copa.

Tem-se ainda a seleção peruana, que atualmente é o ponto fora da curva dessa Eliminatória, ocupando hoje a quarta colocação na classificação, mas que nas outras oportunidades passou longe de brigar por alguma vaga. A última Copa que o Peru disputou foi em 1982.

O Equador somente conseguiu disputar sua primeira Copa em 2002, e nessa edição tem chances apenas matemáticas de obter a classificação.

Paraguai, Uruguai, Chile e Colômbia se classificam eventualmente de acordo com a safra de jogadores que possuem, revezando-se na conquista das vagas.

As únicas seleções que têm condições de se manter sempre no topo da disputa das eliminatórias são exatamente as seleções do Brasil e da Argentina.

Ficar fora de uma Copa para essas duas seleções, só se esforçando MUITO pra conseguir tal façanha.

Não se deve apenas olhar a colocação de uma equipe, mas também sua pontuação e os confrontos restantes.

A diferença entre o céu e inferno na tabela hoje é apenas o critério dos gols pró.

Sem título

As duas rodadas finais serão disputadas no mês que vem, muita coisa ainda acontecerá até lá para mexer com a emoção dos torcedores dos países que estão no páreo, mas já repito que, só com muita incompetência e ruindade para esse time argentino conseguir ficar fora.

E caso realmente ocorra tal fenômeno, os brasileiros não vão deixar passar em branco as brincadeiras e provocações sobre esse episódio. Só não consigo decidir se é pior ficar de fora de uma Copa ou tomar de 7 disputando uma em casa.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s